Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Paróquia dos Álamos, Funchal

Onde o puseste? — Jo 11,34 (Passos); 20, 15 (Páscoa)

túmulo vazio.png

 

REVIVER

O que significa? Aprendamos com Jesus:

«Como verdadeiro homem,

Ele chorou pelo Seu amigo Lázaro;

como Deus eterno,

ressuscitou-o do túmulo;

compadecido da Humanidade,

fez-nos passar da morte à vida,

mediante os sacramentos pascais»

(Missal Romano, Prefácio da V Domingo da Quaresma A).

Antes de cair o pano da Sua Paixão e Morte, Jesus deixou-nos entrever a Ressurreição. Também a Igreja levanta a ponta do véu desses Mistérios Pascais: Cristo abriu a toda a Humanidade aquela passagem de Lázaro, da morte prà vida; a Sua Morte venceu a do homem; a Sua Ressureição garantiu a nossa própria.

Lázaro morto simboliza a Humanidade espiritualmente morta pelo pecado (cf. Romanos 5, 12). Morria. As irmãs chamaram por Jesus: «Senhor, o Teu amigo está doente».

Como nós nestes dias, Jesus isolara-se de quem O ameaçava de morte. Os discípulos admiraram-se de Ele se arriscar, pela Judeia, pra encontrar um morto: «Mestre, ainda há pouco os judeus procuravam apedrejar-Te e voltas pra lá?»

Jesus sabia o que O esperava: «Vede que subimos pra Jerusalém e o Filho do homem será entregue aos príncipes dos sacerdotes e aos escribas. Vão condená-Lo à morte e entregá-Lo aos gentios; hão de escarnecê-Lo, cuspir-Lhe, açoitá-Lo e dar-Lhe a morte. Mas...» (Marcos 10, 33-34a). «Então porque vais pra lá?!» — atiraria eu, como criança separada dum familiar que assiste um infetado! Por amor — seria a resposta — apesar do risco. Deus continua a amar o homem, mesmo rebelde, até espiritualmente morto. O Filho do homem «ao terceiro dia, ressuscitará» (Marcos 10, 34b) e, com Ele, «todo o que n’Ele acredita».

Diante do amigo morto, Jesus estremeceu e chorou. Era amigo de Lázaro como homem também: revolveram-se-lhe as entranhas, apertou-se-lhe o coração, esvaziou-se-lhe a mente, com medo. Que dor transparecia do Seu rosto, de modo que os circunstantes exclamaram: «Vede como era seu amigo»!

Do túmulo, «vem pra fora», não só um «certo homem» mas a Vida pra todos, pra sempre. Jesus, «compadecido da Humanidade, fez-nos passar da morte à vida, mediante os sacramentos pascais» (Prefácio...). «Comoveu-se profundamente e perturbou-se» também por mim e chamou-me da morte à Vida, das trevas prà luz, da queda até ao perdão. Ainda não ressuscitámos definitivamente; lutamos entre a Vida e a morte. Como a maré, a morte procura afogar o náufrago que já toca a salvação com uma das mãos.

Como nos recorrentes dilúvios, o Senhor continuará a ver que permanece grande sobre a terra a maldade do homem; e continuamente mau, todo desígnio de seu coração (cf. Génesis 6, 5). Mas agora há uma Salva-Vidas que nos grita: «Vem pra fora», indiferente, ó despachorrento (!), egoísta, desordenado, esbanjador, desesperado. «Vou abrir os vossos túmulos e deles vos farei ressuscitar... Infundirei em vós o Meu espírito e revivereis» (Ezequiel 37, 12.14).

«Passos... Ramos... Em Páscoa estamos», diz-se. Neste V Domingo da Quaresma, a nossa paróquia seria atravessada por nós, Nossa Senhora das Dores e o Senhor dos Passos. Em vez destas, trespassam-nos imagens de pandemia e luto. «Vamos nós também, pra morrermos com Ele», como dizia Tomé, apontando pra Jesus? Antes morra eu prò homem velho (indiferente, despachorrento, egoísta, desordenado, esbanjador, desesperado), a fim de ressuscitar prò Novo. E de novo se cumpra a Palavra: «Essa doença não é mortal, mas é prà glória de Deus, pra que por ela seja glorifi­ca­do o Filho do homem».

Quando não posso juntar-me com outros prà Ceia, à volta do Senhor morto nem de nenhum outro, qual inquieta e atarefada Marta, agora «contida», Jesus diz-me: «Eu sou a ressurreição e a vida... Acreditas nisto?»

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub